Quando o feitiço virou contra o feiticeiro

De todas as versões medievais do romance de Merlin e Viviane (a Dama do Lago), a minha favorita é a de Robert de Boron. Além de ser a versão escrita mais antiga, é a única que parece ter escapado à influência da misoginia medieval.

Nela, Merlin usa magia para impressionar e seduzir a Dama do Lago. Mas quem acaba encantado é ele… Como uma Sherazade do bosque, Viviane consegue converter o desejo do mago em amor verdadeiro, protagonizando uma das mais lindas histórias de amor  de todos os tempos.

………………………………………………………………………………………………………………………………………

A história desse romance está no capítulo 3 do livro Casamento Celta: A Magia Por Trás da Aliança. A ilustração é “Merlin and Vivien”, de W. Otway Cannell (1917).

Esta entrada foi publicada em Sem classificação. Adicione o link permanente aos seus favoritos.